Como fazer um TCC / Monografia? Veja o passo a passo

Que bom seria se fosse preciso apenas fechar as notas para pegar o diploma da faculdade, não é? Mas ainda é preciso fazer o TCC e também apresentá-lo. E sem ele, colega, você não pega o sonhado canudo. Por isso, não tema! É só seguir esse passo a passo de como montar um TCC que você vai tirar essa parte de letra. Nesse artigo você aprenderá:

  • Quais são as partes de um TCC
  • Como começar um TCC
  • Como fazer introdução de TCC
  • Como fazer um TCC passo a passo
  • Como apresentar um TCC

Gostou? Então continue lendo para saber como fazer tudo isso sem complicação e se dar bem na apresentação. Mas primeiro é importante saber…

O QUE É UM TCC / MONOGRAFIA?

 

como-fazer-um-tcc
TCC é aquele tipo de trabalho que tira o nosso sono. Para não perder mais noites de sono, veja nossas dicas de como fazer um tcc.

A sigla “TCC” significa Tese de Conclusão de Curso, também conhecido como monografia. É o último trabalho acadêmico e muitas instituições não concedem diploma caso o aluno reprove ou não apresente o TCC.

Ele deve ser a síntese da sua graduação: uma pesquisa própria, consistente com sua área de estudo, em que você utilizará tudo que aprendeu durante sua jornada universitária para dar corpo a tal pesquisa.

Justamente por isso, fazer um TCC requer uma boa bibliografia com referências importantes da área, já que isso dá credibilidade ao seu trabalho e mostra que você realmente utilizou os conhecimentos adquiridos e soube conectá-los.

O TCC não é um “formato universal”, mas sim uma categoria e cada universidade e/ou curso pode exigir um tipo de TCC para seus formandos.

Há aqueles que são, fundamentalmente, pesquisa de cunho bibliográfico, outros que são pesquisas de campo experimentais, outros podem ainda ser um estudo de caso.

Tudo depende do seu curso e da sua instituição de ensino, embora existam normas gerais que norteiam a execução do trabalho.

QUAIS SÃO AS PARTES DE UM TCC / MONOGRAFIA?

Como é um trabalho científico, o TCC precisa seguir certas regras para ser executado. Essas regras são regidas pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas – que cuida da padronização dos documentos no Brasil. Um TCC é constituído por:

  • Capa: a capa do TCC deve trazer seu nome no topo da página, informar o título do seu trabalho e, na parte inferior ao centro, deve conter o nome da cidade e o ano em que foi feito. Tudo isso deve ser escrito em caixa alta (maiúsculo) sem aspas e sem sublinhar.
  • Folha de rosto: logo após a capa, a folha de rosto informa o nome completo do autor, o título do TCC e, mais abaixo no canto direito, vem um resumo rápido com a finalidade do trabalho (conclusão de curso), nome da instituição, orientador e turma. Abaixo, também deve ser informado cidade e ano, como na capa.
  • Folha de aprovação: nela constará a data em que o trabalho foi aprovado, nome completo de cada membro da Banca Examinadora e espaço para assinatura dos mesmos
  • Páginas preliminares: essas não são obrigatórias e vai de cada universitário adicioná-las ou não ao seu trabalho. São as páginas de epígrafe (algum texto ou citação que tenha inspirado o trabalho), dedicatória e agradecimentos. Devem vir logo após a Folha de Aprovação, caso insira no TCC.
  • Resumo: o resumo deve informar de forma sucinta, objetiva e clara quais são os principais pontos do trabalho: objetivo, método utilizado, conclusão. É um apanhado enxuto de tudo aquilo que as pessoas que lerem seu trabalho encontrarão.
  • Sumário: é onde você vai listar e enumerar cada divisão, tópicos e seções do seu trabalho, indicando as respectivas páginas onde começam para que o leitor se localize ao ler sua pesquisa.
  • Listas: aqui você vai fazer diferentes listas para diferentes elementos, como uma lista das ilustrações que aparecem no trabalho, lista das tabelas, gráficos ou abreviaturas. Não é obrigatório, mas é recomendado.

Esses são os elementos pré-textuais, que vêm antes do trabalho de verdade. Quanto ao “núcleo duro” do TCC, as partes são:

  • Introdução: parte em que você introduz o assunto ao seu leitor. Deve fornecer informações sobre o tema do trabalho, qual a relevância de pesquisar isso, onde e como foi feita a pesquisa e dar conceitos e termos essenciais para que sua pesquisa seja compreendida pelas pessoas que estão de fora.
  • Desenvolvimento: aqui você desenvolve o assunto e relata a pesquisa, organizada por seções e temas que orientem o leitor.
  • Conclusão: para concluir, retome um pouco do que foi dito anteriormente: o tema, a justificativa, o método, partes importantes da pesquisa e feche com as considerações finais às quais você chegou após a pesquisa.

Calma que ainda não acabou, agora vem os elementos pós-textuais:

  • Referências bibliográficas: aqui serão apresentadas as referências citadas no trabalho (livros, revistas, entrevistas). Cite apenas referências citadas diretas e indiretamente. Se você usou o pensamento de um autor que influenciou seus textos, mas não o citou nem de forma direta nem de forma indireta: não insira nas referências, pois o leitor não o encontrará no texto.
  • Anexos e/ou apêndices: arquivos complementares que queira anexar ao texto como prova, informação a mais, referência ou esclarecimento. Tabelas, fotografias, gráficos que não foram inseridos no texto para não atrapalhar a leitura, mas que servirão para dar credibilidade e densidade ao seu trabalho devem ser colocados aqui, ao final. Se for mais de um, deve conter o título “ANEXO” (caixa alta) e numeração acima de cada anexo.

Ufa, acabou! Agora que você já sabe o que é um TCC e quais são as suas partes, vamos por a mão na massa?

COMO COMEÇAR UM TCC / MONOGRAFIA?

 

como-comecar-um-tcc
Para começar um TCC, é preciso que você já tenha feito a sua pesquisa inicial, bem como um esboço, e de preferência, que tenha mostrado o esboço para o orientador.

O primeiro e mais importante passo é definir sua pesquisa. Para isso, escolha uma área e assunto que você goste de ler, pensar e discutir sobre, já que montar um TCC leva tempo.

Escolhida a área e o tema, é hora de escolher o orientador: qual professor ou professora, na sua faculdade, é referência no assunto que você escolheu?

É importante que seja alguém entendido na área, pois docentes não podem “orientar” fora da sua especialização. Um orientador com experiência na sua linha de pesquisa, saberá indicar bibliografia de peso e relevância para a constituição da sua pesquisa.

É importante que você se informe minimamente sobre o assunto e a área antes de procurar o orientador: ele não vai fazer o TCC por você, apenas orientar.

Se você não demonstrar interesse e empenho, por que ele assumiria essa responsabilidade? Então faça o seguinte:

  1. Escolha a área e esboce o tema que gostaria de trabalhar;
  2. Faça uma pesquisa ampla sobre autores importantes dessa linha e tente encontrar trabalhos semelhantes (de doutorado, preferencialmente) que possam ajudar na sua pesquisa. Anote tudo isso num papel.
  3. Agende um encontro com seu orientador para expor suas ideias e o que você tem até o momento para que ele ajude a lapidar sua matéria-prima e afunilar seu tema.

Até aqui, você já tem uma boa organização e seu trabalho tem um espectro que começará a ganhar força. É hora de passar para a outra parte!

COMO FAZER UM TCC / MONOGRAFIA PASSO A PASSO?

Você já viu que TCC é algo muito denso, então é preciso organizar e fazer aos poucos para conseguir dar conta do recado. Assim, vamos por partes:

  1. Defina o tema da sua pesquisa
  2. Defina a justificativa: por quê você está pesquisando isso? Qual a relevância?
  3. Defina os seus objetivos: especificamente, o que você quer alcançar/saber com esse trabalho? E quais são os objetivos gerais da sua pesquisa?
  4. Escolha o tipo de TCC que melhor serve à sua intenção: bibliográfico, estudo de caso, pesquisa de campo;
  5. Agora que sabe o tema, o objetivo, a justificativa e o melhor formato, defina a metodologia: qual o melhor método para conseguir executar seu trabalho? Revisão bibliográfica? Entrevistas? Intervenção direta ou indireta? Esse passo deve ser realizado junto do seu orientador.
  6. Colher referências e fontes bibliográficas para fundamentar a sua pesquisa: teóricos da área, experimentos já feitos, situações-exemplo.

Até aqui, seu trabalho já está ganhando forma: o seu projeto está definido e vai servir para nortear na execução do restante. Quando tiver dúvida, volte a consultar tudo que você anotou nesses passos. Hora de começar a escrever a pesquisa!

  1. Se houver uma pesquisa a ser feita, ela deve ser o primeiro ponto.
  2. Componha a introdução do seu TCC, lembrando que ela deve servir para explicar a todas às demais pessoas sobre o que é o seu trabalho. Sempre considere que quem vai ler não entende nada do assunto, então é preciso fornecer bases e conceitos essenciais para a compreensão do restante do trabalho.
  3. Desenvolva o conteúdo, com base na sua pesquisa (de campo ou bibliográfica), defendendo e expondo sua teoria em ordem lógica e ligando um ponto ao outro.
  4. Escreva as considerações finais, explicando a que conclusão chegou com seu trabalho e retomando qual era o objetivo inicial, se foi atingido e como foi (ou não) atingido (método). Deixe claro para que aquele trabalho servirá.
  5. Revisar todo o conteúdo feito até agora com o orientador para ver o que pode melhorar, o que deve ser reformulado e/ou retirado do trabalho.
  6. Quando o conteúdo estiver pronto, foque nos elementos pré-textuais: capa, folha de rosto, folha de aprovação, dedicatória, epígrafe e agradecimentos.
  7. Não esqueça dos elementos pós-textuais também: autores, livros, revistas, filmes, qualquer conteúdo citado direta ou indiretamente deve estar nas referências. Organize os anexos, se houver.
  8. Formate o conteúdo conforme as regras da ABNT e da sua universidade.
  9. Revisar o trabalho final junto do seu orientador.
  10. Marcar a data da apresentação.

Trabalho pronto? Pronto. “Só” falta apresentar. Vamos ao próximo tópico, porque a apresentação também é parte crucial do TCC e da sua aprovação!

COMO APRESENTAR UM TCC / MONOGRAFIA?

 

como-apresentar-um-tcc
A apresentação do TCC, é a consagração do seu trabalho. Veja aqui como apresentar um TCC, utilizando bem o tempo, tendo a postura correta e usando os slides do jeito certo.

Apresentar o TCC não será difícil se você dominar bem o conteúdo do seu trabalho. Não adianta pagar alguém para fazê-lo, pois a apresentação é contigo e você vai ter que saber tudo na mesma e organizar para levar seu TCC para a banca examinadora. Se você sabe do que está falando, ninguém conseguirá intimidá-lo.

Muitas pessoas ficam aterrorizadas com a apresentação: não por não saberem o conteúdo, mas por medo da Banca Examinadora.

Lembre que o seu conteúdo é único, a pesquisa é sua e a Banca só faz perguntas para entender seu trabalho e desafiar sua pesquisa de modo a te incentivar a dar continuidade.

A Banca não está ali para acabar contigo, mas sim para ver quão bem você sabe o assunto e se você deveria aprofundá-lo num futuro mestrado ou além.

Então aqui vai a lista de coisas que devem ser consideradas, evitadas e/ou feitas ao apresentar um TCC para a Banca:

  • Tempo limitado: geralmente, cada formando tem 15 a 20 minutos para apresentar seu trabalho. Óbvio que isso não dá para aprofundar em tudo, então selecione as partes mais importantes (tema, justificativa, método, objetivo, pontos fortes e conclusão). Ensaie bastante em casa
  • Cuidado com a postura: você não está num bar com seus amigos, está na academia apresentando um trabalho científico. Tenha uma postura ereta, isso passará confiança. Gesticular demais e ficar andando em círculos tira a atenção de quem está assistindo e dificulta o entendimento.
  • Dinamize: se você teve um professor sem didática que dava sono nas aulas, você provavelmente não quer fazer o mesmo com a Banca. Ninguém aguenta só ouvir e ouvir ininterruptamente, especialmente se o orador ficar olhando para um papel que só ele tem acesso. Se vai fazer alguma leitura, forneça o texto para a banca ou coloque em um slide para que todos vejam. Envolva a banca na sua apresentação e não deixe a monotonia dificultar a atenção dos examinadores.
  • Slide, use com moderação: slides são ótimos para complementar conteúdo, não para veicular o conteúdo todo. Eles devem complementar sua fala, adicionando informação visual que todos possam acessar. Esse é o objetivo os slides. Por isso, nada de inserir um capítulo de livro inteiro num slide só e ficar lendo de costas para a banca.

Esses são os pontos principais. E a dica mais valiosa é: treine seu discurso em casa, no espelho ou com amigos. Veja se todos conseguem entender facilmente sua apresentação ou se tem que rever a forma que é apresentado o conteúdo. Quanto mais treinar, mais seguro estará para apresentar. É científico!

PS: Quer saber como aplicar essas dicas, e concluir o seu TCC em uma semana ou menos? Sem ter que perder noites de sono, sem dor de cabeça, e ainda ter tempo para a família e amigos? Então clique aqui, e veja o vídeo que mostra como.